domingo, 30 de agosto de 2009

Quase perfeita



Aprendi a rir de muita coisa, agora não ia ser diferente.


Pensei em um lado positivo pra perda temporária da minha voz...


Descobri!!!


Imagine, toda vez que eu quiser falar posso olhar, sorrir, vou ficar um charme só,rsrs.


Ninguém vai me ver reclamando de nada, nenhuma palavra.Quase uma mulher perfeita, sem DRs, lamentações ou cobranças.


E o melhor pra tudo se dá um jeito, vou ficar expert em comunicação corporal.


Só não gostei de ficar sem ir trabalhar, vou sentir falta dos meus alunos. Mas volto bem rápido, sou boa em auto cura...


Engraçada, solteira, animada e que fala pouco...Sou praticamente um achado!!
Setembro, primavera, flores...Poesia pura!
Vai uma olhadinha ai!?!

Pra refeltir...

Muitas pessoas deixam a vida passar com medo de errar...Deixam pessoas especiais irem de suas vidas sem nem arriscar...E acho que todo mundo já viveu isso alguma vez!
E pra embalar este pensamento, que no momento me diz muito mais do que devia...A Maravilhosa Pitty e sua capacidade criativa me inspiram a cantar, mesmo que em pensamento, já que estou mudinha, mudinha.


"Me Adora


Tantas decepções eu já vivi
Aquela foi de longe a mais cruel
Um silêncio profundo e declarei:
“Só não desonre o meu nome”

Você que nem me ouve até o fim

Injustamente julga por prazer
Cuidado quando for falar de mim
E não desonre o meu nome

Será que eu já posso enlouquecer?

Ou devo apenas sorrir?
Não sei mais o que eu tenho que fazer
Pra você admitir

Que você me adora

Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber
Que você me adora
Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber

Perceba que não tem como saber

São só os seus palpites na sua mão
Sou mais do que o seu olho pode ver
Então não desonre o meu nome

Não importa se eu não sou o que você quer

Não é minha culpa a sua projeção
Aceito a apatia, se vier
Mas não desonre o meu nome

Será que eu já posso enlouquecer?

Ou devo apenas sorrir?
Não sei mais o que eu tenho que fazer
Pra você admitir

Que você me adora

Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber
Que você me adora
Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber"

...delicia de música!!! Não espera eu ir embora....

sábado, 29 de agosto de 2009

Não basta sujar o pé na lama, tem que se atolar completamente!!!

Sempre procuro ser otimista, mas a coisa tá tão feia,rsrs!!!
Bom primeiro fiquei doente e perdi vários programas legais, e fui ao médico coisa que odeio com toda razão. Passei o meu sábado no pronto socorro pra ouvir do médico a receita mais esquisita que já ouvi..."Você precisa ficar sem falar por 3 dias, repousando a garganta pra melhorar!"
Engraçado minha garganta tá doendo já fazem duas semanas, tive febre, e deve ser tudo por que falo demais...Que gracinha de receita!!!
Por via das dúvidas vou tentar ficar muda, sem nenhuma palavra só pra ver até que ponto aguento.
Podia estar chovendo, frio, eu podia ter um namorado pra ficar agarradinha debaixo do edredon, muda e boazinha,rsrs. Mas como está calor, estou completamente encalhada, é melhor me contentar com o que tenho.
Ainda bem que posso escrever, pior seria se eu não soubesse ler,rsrs!!!
Já sei usarei meu tempo pra ler muito e ficar bem esperta, e depois até calada ninguém me segura.

Devolve moço

“Existe aqui uma mulher
Uma bruxa, uma princesa,uma diva
Que beleza
Escolha o que quiser
Mas ande logo
Vá depressa
Nem se atreva a pensar muito
O meu universo ainda despreza
Quem não sabe o que quer
Meu coração eu pus no bolso
Mas apareceu um moço que tirou ele dali
Não, isso não é engraçado
Um coração assim roubado
Bate muito acelerado
Devolve, moço

Devolve, moço
O meu coração pro bolso”

Ana Cañas

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A verdade sobre Romeu e Julieta

Sabem porque Romeu e Julieta são ícones do amor?
São falados e lembrados, atravessaram os séculos incólumes no tempo, se instalando no mundo de hoje como casal modelo de amor eterno?
Porque morreram e não tiveram tempo de passar pelas adversidades que os relacionamentos estão sujeitos pela vida afora. Senão provavelmente Romeu estaria hoje com a Manoela e Julieta com o Ricardão.Romeu nunca traiu a Julieta numa balada com uma loira linda e siliconada motivado pelo impulso do álcool.Julieta nunca ficou 5 horas seguidas esperando Romeu ,fumando um cigarro atrás do outro, ligando incessantemente para o celular dele que estava desligado.Romeu não disse para Julieta que a amava, que ela especial e depois sumiu por semanas. Julieta não teve a oportunidade de mostrar para ele o quanto ficava insuportável na TPM.Romeu não saia sexta feira a noite para jogar futebol com os amigos e só voltava as 6:00 da manhã bêbado e com um sutiã perdido no meio da jaqueta que não era da Julieta). Julieta não teve filhos, engordou, ficou cheia de estrias e celulite e histérica com muita coisa para fazer.Romeu não disse para Julieta que precisava de um tempo, que estava confuso, querendo na verdade curtir a vida e que ainda era muito novo para se envolver definitivamente com alguém. Julieta não tinha um ex-namorado em quem ela sempre pensava ficando por horas distante, deixando Romeu com a pulga atrás da orelha.Romeu nunca deixou de mandar flores para Julieta no dia dos namorados alegando estar sem dinheiro. Julieta nunca tomou um porre fenomenal e num momento de descontrole bateu na cara do Romeu no meio de um bar lotado.Romeu nunca duvidou da virgindade da Julieta. Julieta nunca ficou com o melhor amigo de Romeu.Romeu nunca foi numa despedida de solteiro com os amigos num prostíbulo.Julieta nunca teve uma crise de ciúme achando que Romeu estava dando mole para uma amiga dela.Romeu nunca disse para Julieta que na verdade só queria sexo e não um relacionamento sério, ela deve ter confundido as coisas. Julieta nunca cortou dois dedos de cabelo e depois teve uma crise porque Romeu não percebeu a mudança.Romeu não tinha uma ex- mulher que infernizava a vida da Julieta.Julieta nunca disse que estava com dor de cabeça e virou para o lado e dormiu.Romeu nunca chegou para buscar a Julieta com uma camisa xadrez horrível de manga curta e um sapato para lá de ultrapassado, deixando- a sem saber onde enfiar a cara de vergonha...Por essas e por outras que eles morreram se amando...
Luis Fernando Veríssimo

Um caminho...

Meu dia foi difícil, ás 15:00 já não tinha mais voz, tudo por causa de uma noite em claro, acompanhada de dor na garanta e medo...
Consegui tomar algumas decisões, mas estou tão insegura, minha cabeça está um caos.
Me prometi não passar o tempo todo reclamando, odeio isto...
Vou tentar ser bem otimista, amanhã vou acordar melhor, já está chegando o fim de semana e poderei descansar e quem sabe até buscar ajuda, se for o caso.
Cheguei em casa e vi a minha filha, estudando como sempre, e fiquei bem mais calma.
O caminho é acreditar que tudo vai dar certo!
Já passei por tantos problemas e os resolvi, não vai ser isso que irá me derrubar.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Mãe

Como é estranha esta força que move as mães, hoje tive um dia muito estranho, fiquei impaciente, esquisita e apesar do meu estado físico que não está tão bom , não conseguia explicar de onde vinha esta sensação.
Cheguei do trabalho e recebi uma notícia que me derrubou, todos meus medos que estavam guardados afloraram e senti vontade de me trancar em casa com minha filha na tentativa de proteger, preservar o que tenho de mais precioso.
Ter asma nunca foi um problema, e cuidar da minha filha que também tem nunca me assustou, mas após receber a notícia de casos da gripe H1N1 na escola da Ana toda minha segurança desabou...
Tentei dormir, mas não conseguia e vim escrever, pra tentar me aliviar...
Estou num dilema que todas as mães devem viver em algum momento da vida, prender o filho numa redoma e proteger a qualquer custo, ou enfrentar os riscos e deixar o filho viver . É tão difícil, fiquei tão fragilizada que nem me reconheci, e o pior não posso deixar ela perceber meu medo, tenho que dar coragem quando nem a tenho, e é tanta coisa pra decidir sozinha.
Vou rezar, algo que pra ser sincera faço bem pouco, e acreditar que escolhi certo, tenho que me convencer disto esta noite pra amanhecer forte e dar conta de todas minhas responsabilidades.
Queria poder mais, mas não posso...
Vou repetir várias vezes na minha cabeça as palavras do nosso médico, e me policiar pra não ficar paranóica.
Há muito tempo não me sentia tão frágil diante da vida, com tanto medo.
Não sei o que mais posso fazer, queria poder pedir colo pra minha mãe, mas sei que não seria justo dividir com ela tanta angústia, queria poder contar com alguém, pelo menos pra poder dividir o medo e as escolhas.
Tenho minha realidade, e que Deus e ajude a tomar a decisão certa.

Cansaço

Estou cansada, sem voz, impaciente...
Hoje definitivamente não é um bom dia para muita coisa...
O corpo dói, as responsabilidades continuam...
#$@&*

domingo, 23 de agosto de 2009

Minhas palavras não bastam neste momento...

"Nas ruas de outono
Os meus passos vão ficar
E todo abandono que eu sentia vai passar
As folhas pelo chão
Que um dia o vento vai levar
Meus olhos só verão que tudo poderá mudar

Eu voltei por entre as flores da estrada
Pra dizer que sem você não há mais nada
Quero ter você bem mais que perto
Com você eu sinto o céu aberto

Daria pra escrever um livroSe eu fosse contar
Tudo que passei antes de te encontrar
Pego sua mão e peço pra me escutar
Seu olhar me diz que você quer me acompanhar

Eu voltei por entre as flores da estrada
Pra dizer que sem você não há mais nada
Quero ter você bem mais que perto
Com você eu sinto o céu aberto
Quero ter você bem mais que perto
Com você eu sinto o céu aberto..."

Que minhas palavras voltem junto com meu ar!

Entrando numa fria

Sempre achei que pra tudo existe uma saida, mas hoje passei um dia tão complicado que estou até meio desanimada...
Primeiro minha capacidade de comunicação está péssima, consegui falar o que não devia, de certa forma magoar alguém sem a intenção de fazê-lo, ficar com a maior raiva de mim..
Segundo, após trabalhar no sábado fui obrigada a dividir meu domingo com minhas tarefas dométicas, como ir na feira, supermercado, ficar na chuva um longo tempo cheia de sacolas esperando o ônibus e ouvindo as barbaridades que alguns seres do sexo masculino são capazes de liberar quando estão sem nada pra fazer.
Terceiro, a chuva em pleno domingo, uma ameaça a minha chapinha...que ódio!!
Quarto, usar a outra parte do meu domingo pra digitar um trabalho de faculdade que nem é meu, mas de alguém muito importante, o que não me dava a possibilidade de dizer não, e olha que esta tarefa me rendeu ficar na frente do computador por aproximadamente cinco horas...
Quinto e último, eu odeio esperar, e hoje fiquei esperando inutilmente horas.
Mas tudo bem...
Dizem que não existe nada que esteja ruim que não possa ficar pior.
Consegui entre a noite de sábado e o dia de domingo fazer mais trapalhadas do que imaginava ser capaz, até meu blog me ajudou nesta tentativa insana de dar um tiro no próprio pé.
Ainda bem que já está anoitecendo, é pouco provável que eu consiga soltar mais alguma pérola, ou mesmo ficar mais brava comigo.
Entrei numa fria, e quem me empurrou dentro dela fui eu...
Mania de falar muito quando não devo, de não falar quando devia, e o péssimo hábito de querer fazer mil coisas ao mesmo tempo.

sábado, 22 de agosto de 2009

Homens e mulheres

Como é complicada esta comunicação...
Mulheres são complexas, cheias de anseios, vontades ditadas por hormônios tão oscilantes quanto seu corpo, românticas por natureza, guerreiras e frágeis ao mesmo tempo.
Procuram caminhso tão tortuosos, numa busca pela felicidade que muitas vezes não passa de utopia.
Homens são tão orgânicos, fortes, confiantes na sua capacidade já que foram ensinados a caçar, e ao mesmo tempo tão inseguros, incapazes de falar a verdade em algumas situações por medo de tão pouco.
Mulheres normalmente se prendem a minúcias e esperam a corte, desejosas por um cavalheiro que as deixem num estado pleno de adoração.
Homens procuram novidades, algo que preencha o tempo, tranquilidade e alguma aventura, ao mesmo tempo que esperam o aconchego de um ser que não conseguem desvendar.
Partimos para a relação entre os homens, seres da mesma espécie, dotados de intelecto, capazes de criar e recriar e procriar. Construtores de códigos, simbologias tão complexas, descobertas fascinantes e imcapazes de ver o que está tão claro, os sinais entre machos e femeas.
E a comunicação entre as partes é precária...
Como entender esta fissura existente entre seres da mesma espécie???
Mulheres dão sinais, olhares, pequenos gestos e palavras, e esperam ansiosas a resposta sempre fingindo que nada muda se ela não vir.
Homens vêem corpos e raramente percebem estes sinais, vislumbram seu próprio eu no outro esquecendo que existe um abismo até este outro ser tão singular.
E nesta relação onde um diz o que acha certo, e o outro escuta o que é conveniente nenhuma parte sabe até onde pode ir.
Me pergunto se neste caos como algumas pessoas conseguem se relacionar?
Passei o dia pensando em tantas histórias que já ouvi, outras que já vivi, e cheguei a conclusão que o sonho existe pra sanar as lacunas que ambas as partes deixam abertas.
Se um homem te liga o que será que este ser quer dizer? E quando num instante somem, será em que abismo se escondem?
Não seria bem mais fácil se tudo fosse dito, sem demoras, sem receios e frescuras...
Sou mulher então me incluo nesta reflexão, por que não consigo dizer o que realmente quero, fico nesta relação doente de mandar recadinhos sublimados, de dizer sem palavras o que não irão entender. Minhas maiores dúvidas são, até que ponto posso mudar isto, e qual minha função nesta relação humana?
Talvez o maior problema nesta história toda é a busca de respostas onde elas não existem.
Não vou me transformar numa mulher robótica programada pra sempre dizer sim, com padrões estabelecidos de beleza, esperando eternamente por algo que dificilmente virá.
Em toda dúvida existe uma profunda razão...a incerteza pisa um chão que não é firme, e mostra claramente a realidade através dos sinais que não conseguimos ler.
Desenvolvi com o tempo a capacidade de observar o comportamento alheio, de analisar algumas escolhas e criei um monstro que habita dentro da minha razão, vejo o outro e prevejo algumas reações, mas me distanciei tanto que agora é bem mais fácil observar.
Engraçado...aprendi a ser só! Mas por que isto me incomoda? Quero tanto descobrir onde foi parar a menina que existia dentro de mim, aquela que não via muito, só sentia.
Meu coração não é de pedra, ele pulsa, responde, mas minha cabeça esta sim, está cada dia mais imperante.
Daqui pra frente só vou gostar de quem gosta de mim, só vou olhar pra quem souber me dar os sinais que eu possa decodificar!
Homens e mulheres, tão iguais, tão precários...
Homens e mulheres tão diferentes e complexos...
Decidi, resolvi, daqui pra frente vai ser assim...
Meu valor será determinado por minha clareza de quem eu sou, do que eu posso, e como posso!

Meu coração tem lugar pra apenas um, aquele que souber amar, sem medo, que saiba falar e ouvir, alguém que leia meus sinais...Ele já chegou? Chegará? A certeza deve existir e a esperança também.

Estou olhando, quem verei, onde e como dependerá do que me mostrem!!!

A comunicação é falha, mas estou estudando muito pra aprender a traduzir...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Saudade

Sentir saudade é bom, pensei bastante sobre o assunto, é algo que venho sentindo...
A primeira reação de quem está no momento longe de alguém que gostaria de estar mais perto é pensar que a vida poderia ser melhor, mas analisando a minha situação...descobri que isto é até bom!!
Apesar do meu trabalho ocupar meu tempo, pensamento e tempo, minha mente consegue dar algumas escapadas e rememorar sensações, encontros e até desencontros, pessoas que marcaram minha vida por conviverem durante um longo tempo, outras que surgiram atualmente e de alguma forma me fizeram repensar escolhas, e até experimentar novas ações e sensações.
No fundo sentir algo já vale muito, me faz ter a certeza de estar viva. A saudade entra na minha alma, reflete no meu corpo, interfere na minha forma de ver o mundo, descobrindo algumas pessoas e suas escolhas.
Estou exercitando minha paciencia, tentando de alguma forma desenvolver uma habilidade que até agora nem sabia que a tinha.
Saborear a saudade e esperar para ver cada dia amanhecer, a vida tomar seu rumo e agradecer os presentes que recebi está me fazendo muito bem!
Gosto de ter minha vida nas minhas mãos, mas estou descobrindo que em alguns momentos vale esperar, refletir, e tomar decisões depois de ver até que ponto alguém pode ser fundamental e ter certeza.
Estou sentindo saudade, nada melancólico, tudo muito vivo, com sensações e alegria, e de certa forma com um pouco de poesia.
É o momento de ver o que a vida pode me oferecer, e valorizar cada oportunidade de ser feliz sem esquecer quem sou, o que realmente quero, e até que ponto posso ir.
A saudade tem me acompanhado, mas tem lugares que ela nunca irá preencher, a doce sensação de ouvir uma voz esperada, um toque que dá prazer, um olhar que queima, aquece e entorpece...
Estou encantada...
Com saudade...
E o melhor, muito feliz!

domingo, 16 de agosto de 2009

Recesso de julho/agosto

As férias acabaram...
Mas foi tão bom!!!
Quatro semanas, tanta coisa aconteceu, e o melhor me permiti viver um pouco mais, e de presente ganhei felicidade.
Estou muito, mas muito feliz!!!!
Novas pessoas, descobertas, redescobertas, carinho, conhecimento, alegria, convívio, satisfação.
O balanço final foi bem positivo!!!!
mesmo que o motivo pra ficar em casa este tempo a mais não seja dos melhores...Estou pronta pra voltar!

sábado, 15 de agosto de 2009

A hora é agora!!!

Meu tempo já começou...
O céu azul trazia tanta luz que tudo ficava mais claro, e por mais que pareça poético o que vi trazia informações da minha razão.
A água de um rio corre seu curso natural, mesmo diminuindo ou aumentando a intensidade ela encontra seu destino.
Persistência!
Estou muito feliz, e não é algo que alguém me deu, conquistei, e independente de quem me ame ou não vou continuar assim.
Vou percorrer o curso, seguir a corrente e quando chegarei ao destino desconheço...

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

CHEGA O TEMPO DE DEFINIR

Tenho adiado escolher...caminhos, sonhos e verdades.
Defini um tempo, e ele chega ao fim, é hora de me posicionar e arriscar, e que meu preço seja algo possível de ser pago.
Sempre achei que estudando, trabalhando e me tornando independente nada mais faltaria, pura ilusão...
Sinto falta de tanta coisa, de calor quando cansada procuro colo e ele não existe ainda.
De uma voz que me fale de sentimentos, que me agradem ou não.
Acho que chega a hora de terminar minha relação com a solidão, e me jogar no vento, esperar pra descobrir o que posso encontrar.
Depois que descobri meus medos me sinto mais forte para enfrentá-los, e engraçado não tenho medo da solidão e sim de escolher errado.
Detesto errar, me dói admitir que muitas vezes meus problemas são fruto das minhas ações, não sou perfeita, e esta constatação primeiro despedaça o coração, mas logo produz algo inestimável a maturidade.
Quero acertar nas minhas escolhas, e realmente ser feliz, e se der pra sonhar um pouquinho descobrir alguém capaz de compartilhar suas escolhas comigo.
Vejo as opções, prevejo suas consequências, só me falta coragem...
Mas sinto que o tempo está acabando, e minha hora chega, agora é só lançar os dados e torcer pra sorte estar ao meu lado.

VOU SER FELIZ! BEM MAIS FELIZ DO QUE JÁ ESTOU! EXISTE ALGO QUE ME PERTENCE E VOU BUSCAR!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Dúvida

Tenho me feito várias perguntas, muitas existenciais e outras comportamentais, mas todas complexas e definitivas.
A dúvida me acompanha como o tempo passa sem ninguém perceber.
"As Vezes
Pitty

Composição: Inkoma
Às vezes, o tempo passa mais rápido

Às vezes, o tempo demora para passar
Às vezes, eu me sinto bem
Às vezes, me sinto mal
Mas tudo passa com o tempo.
Às vezes, a vida passa mais rápido

Às vezes, a vida passa mais devagar
Vou aproveitar a vida,
Antes que ela me aproveite
Às vezes, as pessoas te magoam

Às vezes, as pessoas te fazem feliz
Não quero saber

Das opiniões dos outros
Deixe que eu descubro sozinha
Às vezes, eu quero voltar no tempo

Mas não dá
Às vezes eu quero saber o futuro
Mas é impossível
Vou viver o presente"

De tudo que venho fazendo, das minhas escolhas e atitudes, só quero é ser feliz, e se puder fazer os outros felizes também.
Cada olhar, toque ou fuga...nada é planejado, tudo é orgânico, é instinto e necessidade.
Meu caminho está cheio de dúvidas, as opções me cegam, tento sorrir, sair, buscar, mas nada me basta.
Ser feliz é muito, mas não gosto de pouco...É tudo ou nada!
Muitas dúvidas, encontros e desencontros, olhares e toques, e o que falta acender, onde estará meu coração que já pulsa tão descompassado mas não fala.
Quero minhas respostas, não posso ficar acompanhada por mais tempo pela dúvida. Está próxima a hora da definição...

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

O insulto da lua

Olho na janela e vejo um espetáculo... e eu aqui só...
É realmente um insulto tanta beleza, e o céu iluminado num azul noturno sem igual, pra completar as estrelas ainda teimam em aparecer...
Meus livros já não são tão bons, minhas músicas me trazem tantos pensamentos, só me resta pensar.
Começo uma revolução na minha cabeça, dou voltas, mas meus olhos insistem em me trair e olham pela janela, e ela está lá, linda lua cheia!
Meu telefone resolveu se calar repentinamente, um mistério...
Meus olhos não me obedecem, e como resolver???
Diante de tanto encanto é melhor parar de escrever e ir para a janela contemplar tanta beleza, afinal ela tão só consegue despertar tanto encanto, quem sabe só de caridade ela me doa um pouquinho.
Pode me insultar com tanta beleza, lua plena, noite linda!!!